Corinthians evita derrota para o Grêmio, mas vê Atlético-MG mais perto
ESPORTES
00 de de 0000

O Corinthians saiu atrás e conseguiu evitar a derrota para o Grêmio, em Itaquera, em uma noite de quarta-feira de neblina incomum na zona leste de São Paulo. O empate por 1 a 1 manteve distância relativamente segura do líder do Campeonato Brasileiro para a formação gaúcha, mas a briga pela primeira posição ficou mais embolada.

A equipe do Parque São Jorge, que chegou a abrir sete pontos de frente sobre o segundo colocado, agora está com 51, com o vice-líder Atlético-MG apenas três atrás. O Grêmio aparece na terceira posição, com 45, e alimenta a esperança de se juntar efetivamente à luta pelo topo.

Com os dois times desfalcados, houve um primeiro tempo equilibrado e de poucas oportunidades. O Grêmio voltou melhor do intervalo e abriu o placar aos 13 minutos da etapa final, em erro de saída de bola de Edílson. A bola chegou ao ex-alvinegro Bobô, que aproveitou.

O Corinthians não estava bem, mas chegou ao empate pouco depois, aos 20, em passe preciso de Jadson para Renato Augusto. E foi para cima. Houve chance para os dois lados. Rildo parou no goleiro Tiago e na trave. Do outro lado, Douglas teve bola limpa para balançar a rede e chutou longe.     Melhor para o Atlético-MG     As desfalcadas equipes se respeitaram na maior parte do primeiro tempo, disputado sob uma crescente neblina. O Corinthians tomava a iniciativa por ser mandante, mas encontrava problemas para encaixar as jogadas, dificuldade ampliada pela entrada do improvisado zagueiro Yago no lugar do contundido lateral esquerdo Guilherme Arana, aos 15 minutos.

Renato Augusto e Jadson se esforçavam na criação e contavam com boa ajuda de Vagner Love, mas os donos da casa, quando conseguiam chegar à área ou às suas redondezas, eram travados ou erravam o passe. O Grêmio teve menos a bola, porém criou a jogada mais perigosa da etapa inicial, em lançamento de Douglas para Pedro Rocha. Edílson errou por cima e viu o atacante chutar para fora.

Com falhas nos passes dos dois lados e a visibilidade prejudicada, os times arriscaram chutes de fora da área, sem mostrar boa pontaria. Pouco antes do intervalo, o time tricolor também precisou mexer por contusão, e Roger colocou Rafael Thyere no lugar de Pedro Geromel.

No segundo tempo, preocupado com os contra-ataques do Grêmio, o Corinthians passou a marcar mais atrás. Os visitantes tomaram a iniciativa, escaparam de jogadas nas quais os visitantes erraram o passe final e apertaram a saída. Deu resultado aos 13 minutos, quando um chutão de Edílson foi bloqueado. Marcelo Oliveira recebeu a bola na área e bateu cruzado. Bobô completou na rede.

Tite acionou Rildo e escapou de um gol de cabeça, anulado por impedimento. Ele já preparava a entrada de Danilo, mas comemorou antes um empate que não era merecido. Aos 20, Jadson achou um lançamento preciso para Renato Augusto, que apareceu entre os zagueiros e cabeceou no canto direito. O gol mudou totalmente a situação, a torcida se animou, e o Corinthians foi para cima.

 

Rildo ganhou na velocidade, invadiu a área e parou no goleiro – e no poste. Na sequência, Danilo substituiu Marciel. E o jogo ficou aberto. Os anfitriões mostravam maior ímpeto, mas os visitantes chegavam com perigo. Com chances para os dois lados, Douglas perdeu a mais clara delas, chutando bola limpa por cima.

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 9913-0930
valdecirmendes30@hotmail.com
REDES SOCIAIS
PB Agência Web