Greve dos caminhoneiros tem bloqueios Paraná e outros estados
POLÍTICA
09 de Novembro de 2015

A greve dos caminhoneiros começou com vários pontos de bloqueios no Paraná e outros estados. No início do dia, eram quatro bloqueios em estradas paranaenses, número que aumentou ao longo da manhã. Às 9h10 eram cinco pontos no estado. A paralisação, por tempo indeterminado, é motivada por questões políticas: o grupo que organiza a greve pede a renúncia da presidente Dilma Rousseff.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), por volta das 9h10 havia quatro pontos de bloqueios em BRs que cortam o Paraná, e outro que já havia sido liberado, em Medianeira, na BR-277, no Oeste do estado.

Por volta das 7h15, o ponto concentrava cerca de 200 manifestantes. Eles têm apoio dos empresários da região, segundo apurou a PRF local, que foi liberado às 9 horas. Os manifestantes dizem que voltarão a fechar o ponto às 13 horas.

Outra interdição nesta manhã é registrada na BR-376, na altura de Apucarana, no Norte do Paraná. Apenas veículos leves passam pelo bloqueio, no km 245, usando as vias marginais do trecho. O terceiro ponto também é na BR-376, no km 252, na cidade de Califórnia.

Às 9 horas, outros dois bloqueios foram montados pelos manifestantes. Um em Paranavaí, no km 111 da BR-376, onde apenas caminhões eram impedidos de passar. Outro em Nova Esperança, no km 133 da BR-376, onde também era permitida a passagem de veículos leves.

Em rodovias estaduais, há restrição de tráfego na PRC-280, no km 175, em Clevelândia, no Sul. Conforme informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), neste ponto os caminhoneiros permitem a passagem de automóveis, ônibus e ambulâncias.

A PRE alerta ainda sobre um bloqueio parcial na PR-317, na altura de Maringá, nas saídas para Iguaraçu e Campo Mourão. Apenas caminhões são impedidos de passar, com passagem liberada para viaturas, ambulâncias, carros, motos, ônibus e transporte de oxigênio hospitalar.

A promessa dos grevistas é fechar quatro trechos de rodovias que dão acesso ao município ainda nesta manhã. Segundo um dos organizadores da paralisação, o caminhoneiro Agnaldo Palma, uma carreata está marcada para às 16 horas, na PR 317.

Santa Catarina

Quem viaja para Santa Catarina também pode enfrentar bloqueios. A Polícia Rodoviária Federal informa que dois pontos foram fechados pelos caminhoneiros, um no km 54 da BR-116, na cidade de Papanduva, já liberado, e outro na BR-280, em São Bento do Sul – este ponto ainda estava bloqueado às 8h20 e era permitida a passagem de veículos leves.

Minas Gerais

Em Minas Gerais, caminhoneiros bloqueiam desde o início da madrugada desta segunda (9) trechos de três rodovias federais. Na BR-381, a PRF registrou dois pontos de interdição nos quilômetros 359, em João Monlevade, e 513, em Igarapé. Manifestantes também bloqueiam a BR-262 nos quilômetros 412, em Igaratinga. Já o trecho no km 369, em Juatuba, foi liberado por volta das 4h30. Na cidade de Lafaiete também foram registrados dois bloqueios na BR-040, nos quilômetros 627 e 633.

Além da saída de Dilma, os manifestantes pedem a redução do preço do óleo diesel, a criação do frete mínimo (este o governo reconhece que não conseguiu atender), salário unificado em todo o país e a liberação de crédito com juros subsidiados no valor de R$ 50 mil para transportadores autônomos. O grupo também quer ajuda federal para refinanciamento de dívidas de compra de seus veículos.

(Fonte: Gazeta do Povo)

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web