Praça em frente ao novo paço municipal faz homenagem a mais um pioneiro de Chopinzinho
POLÍTICA
27 de Novembro de 2015

A câmara de vereadores de Chopinzinho aprovou em primeira votação na última terça feira, dia 24, o projeto de lei 115/2015, de autoria do vereador Leônides Moser e subscrito pelos demais, o qual denomina a praça localizada em frente à nova sede da prefeitura municipal como “Praça municipal Orlando Dalmut”.

O autor do projeto destacou a importância de se fazer homenagens como esta a pessoas que tanto contribuíram para o desenvolvimento de Chopinzinho. “É importante homenagearmos pessoas que fizeram parte da história e do desenvolvimento do nosso município”, lembrou Moser.

A família Dalmut, oriunda do município de Marcelino Ramos, no Rio Grande do Sul, veio para o Paraná em 1939, onde Albino Orestes Dalmut, pai do homenageado que na época tinha seis anos de idade, fixou residência em Chopinzinho, mais precisamente onde hoje é a comunidade de Sete Arroio onde inicialmente investiram na agricultura.

Mais tarde, a família Dalmut começou a expandir seus negócios com uma visão empreendedora e sabendo que na época o cavalo era um meio de transporte muito importante na região, Albino Orestes Dalmut, investiu no comércio montando uma selaria. Algum tempo depois no mesmo local, a família montou uma sapataria e em seguida também um curtume, onde produzia a matéria prima utilizada.

Orlando Dalmut era uma pessoa que gostava muito de aprender e demostrava um interesse muito grande em expandir seus conhecimentos. Diante disso, com muito esforço seu pai lhe deu condições para que pudesse estudar em Palmas, na época no Colégio Bom Jesus onde iniciou sua trajetória de estudos.

Orlando despontou para o empreendedorismo no ano de 1959, quando montou sua primeira loja em Chopinzinho.  Em 1962, casou-se com Lurdes Tereza Guarienti, onde tiveram três filhos: Osires Dalmut, Stanley Dalmut e Vanessa Dalmut. Além de empreendedor, Orlando Dalmut também teve uma forte ligação com a política, onde foi o primeiro vice-prefeito de Chopinzinho, o qual na época era indicado pela câmara de vereadores. Teve ainda a oportunidade e não hesitou em investir no ramo da madeira, onde juntamente com outros dois sócios montou uma madeireira que nas décadas de 50 e 60 chegaram a fornecer centenas de cargas de pinheiros para ser utilizada na construção de Brasília. Trabalhou na agricultura, suinocultura, apicultura e pecuária.

Na área da educação, Orlando Dalmut juntamente com outras lideranças do município, buscaram em Curitiba o Colégio Cenecista para Chopinzinho. Foi também sócio fundador do Clube 29 de Junho e também do Chopinzinho Clube de Campo. Um dos fundadores do Grêmio Esportivo Caramuru. Teve participação ativa na criação do Rotaract Club.

“Gostaríamos de ter feito essa homenagem com a presença do Orlando Dalmut aqui entre nós, mas lamentavelmente a lei não permite que qualquer patrimônio público leve o nome de pessoas em vida. Mas temos a satisfação de receber aqui, os familiares do homenageado que nos honram com a presença nesta sessão. Agradeço também ao prefeito municipal Rogério Masetto que se faz presente na sessão de hoje, e os secretários de administração que estão prestigiando mais esse momento importante do legislativo chopinzinhense”, finalizou Moser. 

LEIA TAMBÉM
CONTATO COMERCIAL
(46) 3242-1495
(46) 98413-4946
comercial@radiochopinzinho.com.br
REDES SOCIAIS
PB Agência Web