Além de ser um dos principais países do mundo nos E-Sports, o Brasil também está entre os 15 países que mais faturaram em competições. Ao todo, o país faturou mais de US$ 11 milhões (R$ 42,7 milhões em conversão direta) em prêmios e está em 13º lugar da lista. O ranking é liderado pelos Estados Unidos, que já ganhou US$ 95,4 milhões (R$ 370,4 milhões) em torneios de esports. Completando o top 5 estão China, Coreia do Sul, Suécia e Dinamarca. Os atuais jogadores da MIBR, Gabriel "FalleN" Toledo, Epitácio "TACO"de Melo, Fernando "fer"Alvarenga e Marcelo "coldzera" David, lideram a lista dos brasileiros que mais faturaram em competições de e-sports.

Confira, a seguir, os dez atletas brasileiros que mais faturaram com premiações nos esports. Os dados são do Esports Earnings.

  • Gabriel "FalleN" Toledo (CS:GO): US$ 911,1 mil (cerca de R$ 3,5 milhões);
  • Epitácio "TACO" de Melo (CS:GO): US$ 907,3 mil (R$ 3,5 milhões);
  • Fernando "fer" Alvarenga (CS:GO): US$ 898,4 mil (R$ 3,4 milhões);
  • Marcelo "coldzera" David (CS:GO): US$ 891,5 mil (R$ 3,4 milhões);
  • Lincoln "fnx" Lau (CS:GO): US$ 423 mil (R$ 1,5 milhão);
  • Ricardo "boltz" Prass (CS:GO): US$ 338,3 mil (R$ 1,2 milhão);
  • João "felps" Vasconcellos (CS:GO): US$ 281,1 mil (R$ 1 milhão) ;
  • Guilherme "GuiFera" Fonseca (Pro Evolution Soccer): US$ 211,6 mil (R$ 799 mil);
  • Lucas "steel" Lopez (CS:GO): US$ 168,7 mil (R$ 637,2 mil);
  • Danylo "KinGRD" Nascimento (DotA 2): US$ US$ 168,3 mil (R$ 635,4 mil).

A lista é dominada por atletas de CS:GO, um dos jogos competitivos mais tradicionais do Brasil. A franquia do CS já está na cultura gamer brasileira desde os tempos de lan houses, onde começaram a surgir os primeiros torneios do jogo. Vale ainda registrar que os atletas de CS:GO nas sete primeiras posições já jogaram juntos em algum momento, seja na Luminosity Gaming, na SK Gaming, ou no retorno da MIBR.

 

Fonte: Techtudo.