A Capitã Marvel chegou ao Universo Marvel dos cinemas e, segundo Brie Larson, ela é a heroína mais forte de todos os filmes do estúdio já feitos até o momento.

Ela estará em Vingadores: Ultimato, e ajudará os Maiores Heróis da Terra na batalha contra Thanos, o que não vai ser tarefa fácil, já que o Titã Louco conseguiu derrotar até mesmo o Hulk. Apesar de ser superpoderosa, Carol Danvers também tem fraquezas que já foram decisivas em batalhas que aconteceram nas HQs. Listamos algumas delas abaixo.

Afinal, quais são as fraquezas da Capitã Marvel?

Ela (e a maioria dos heróis da Marvel) não têm uma “Kryptonita” para chamar de sua, nem nada muito específico que possa fazer ela ficar tão mal quanto o Superman fica quando exposto à pedra verde. Porém, ela tem algumas características que já a atrapalharam em algumas batalhas importantes, além de uma doença que quase tirou ela de combate de uma vez por todas.

A primeira delas é seu temperamento explosivo. Em diversas ocasiões, ela não soube controlar seu nervosismo e perdeu a cabeça, com consequências severas. Talvez a saga que melhor representa isso é a recente Guerra Civil II, quando Carol Danvers decide prender Miles Morales após uma premonição do Inumano Ulysses, iniciando toda a briga entre ela e o Homem de Ferro.

Outra fraqueza da heroína é que, assim como eu e você, a Capitã Marvel também se cansa depois de muitas horas de trabalho. Só que, no caso dela, a reação imediata de seu corpo é simplesmente entrar em pane. O caso mais icônico dessa fatiga aconteceu nos anos 90. Na saga, o Sol estava crescendo de forma acelerada e poderia explodir a qualquer momento. Carol Danvers, como Binária, decide salvar a estrela, e, ao retornar para a Terra, precisa passar muitos meses em tratamento na Mansão dos Vingadores, se recuperando da exaustão.

Outro ponto fraco de Carol Danvers é sua incapacidade de conseguir lidar com energias mágicas. Em 2006, quando a personagem ainda atendia pela alcunha de Ms. Marvel, a heroína teve de enfrentar o feiticeiro Warren Traveler, mas, ao ver que não conseguiria lidar com os poderes do vilão, precisou recorrer à ajuda do Doutor Estranho. A parceria entre os dois se repetiu mais algumas vezes ao longo dos anos.

E, assim como todos os seres humanos, Carol Danvers também pode ficar doente. O maior problema da heroína surgiu em 2013, na saga Vingadores: Inimigo Interior. Nessa história, a heroína descobre que possui um tumor em seu cérebro que só aumenta se ela usar qualquer um de seus poderes. Conforme a trama vai se desenvolvendo, fica claro que a doença da personagem está diretamente ligada aos Kree.

Não foi a primeira vez que um tumor foi problema para um personagem Marvel. Em 1982, a editora apresentou a clássica saga A Morte do Capitão Marvel, de Jim Starlin. Nela, Mar-Vell foi diagnosticado com um câncer e aceita que sua vida chega ao fim. A ideia do roteirista era mostrar como um herói super-poderoso poderia ser morto por algo completamente mundano e humano. Nos anos seguintes ao lançamento, a HQ se consagrou como uma das mais importantes de toda a Casa das Ideias.

Mas, por enquanto, nada disso vai derrotar a Capitã Marvel, já que Brie Larson tem contrato para sete filmes do Marvel Studios. Em abril, veremos como a heroína vai ajudar na batalha contra Thanos, em Vingadores: Ultimato.

Capitã Marvel já está em cartaz nos cinemas brasileiros.

 

Fonte: Nerdbunker.