Se você precisa de um produto e decidiu fazer a compra on-line, é muito provável que você encontre estoque em mais de uma loja. Infelizmente, nem sempre o melhor negócio é apenas o item que está com preço mais baixo.

Para evitar problemas, observe algumas dicas e recomendações:

Onde e como comprar

Sempre que possível, utilize seu celular para realizar as compras. Mas não há problema em comprar também no computador, especialmente se você usar o meio de pagamento correto. Tome os seguintes cuidados para garantir uma compra segura:

  1. Use apenas aplicativos oficiais. Não use um iPhone com jailbreak, nem baixe aplicativos fora da Play Store em celulares com Android. Use apenas apps oficiais, e baixe o aplicativo da loja também da Play Store ou da App Store.
  2. Confira se o site é verdadeiro. Se você usar o computador e não um app de celular, verifique se o endereço mostrado na barra do navegador é realmente o site oficial da loja. Há muitos casos de ofertas falsas, inclusive entre as publicações patrocinadas de redes sociais.
  3. Use atualizações automáticas e antivírus no computador. O celular é mais seguro que computador e não precisa de antivírus, desde que você não instale apps de fontes desconhecidas. Em qualquer sistema, é importante sempre instalar as atualizações disponíveis. Jamais desative os mecanismos de atualização automática
  4. Use serviços de comparação de preços. Certas lojas oferecem descontos especiais para visitantes que chegam a partir de sites de comparação de preços. Os sites também exibem o histórico de preços de um produto – às vezes, modelos antigos podem subir de preço quando param de ser fabricados e não há mais estoque. Pode valer mais a pena adquirir um modelo novo.
  5. Entenda o marketplace. Praticamente todas as grandes lojas on-line hoje atuam no formato de "marketplace", em que várias ofertas mostradas pertencem a lojas menores. Mesmo que você compre vários produtos no mesmo site, eles podem estar em fornecedores diferentes, obrigando você a pagar mais de um frete. Muitas vezes, as lojas do marketplace mantêm sites próprios que oferecem preços mais baixos, descontando a comissão paga ao marketplace da loja maior. Em casos mais raros, uma loja pode oferecer preços mais baixos no marketplace para se adaptar ao meio mais competitivo.

Frete

O frete é uma grande "pegadinha" das compras on-line, principalmente por conta da extensão territorial do Brasil. Observe os seguintes detalhes:

  1. Valor do frete: O custo do frete em uma oferta mais barata pode acabar deixando-a mais cara que outras ofertas que seriam menos vantajosas. Sempre considere o preço do frete antes de decidir onde comprar.
  2. Prazo do frete: O prazo do frete pode variar muito dependendo da distância entre você e a loja. Preste muita atenção antes de confirmar a compra.
  3. Filtro por localização: sites que listam produtos de várias lojas normalmente trazem um filtro de região. Use esse filtro para encontrar lojas próximas de você para pagar fretes mais baratos e receber o produto com mais agilidade. Isso também vale para o marketplace: o produto pode estar em vários fornecedores e o frete nem sempre será o mesmo, dependendo da região onde a loja se encontra.
  4. Transportadora: muitas lojas hoje informam o nome da transportadora que será responsável pelo serviço e até permitem que você opte por uma transportadora de sua preferência. Conforme você realiza mais compras, observe quais transportadoras funcionam melhor na sua região.

Meio de pagamento

Sempre que possível, é melhor pagar por cartão de crédito. O cartão de crédito possui recursos de segurança para que você tenha alguma chance de reaver o dinheiro no caso de problemas – quando o produto não é entregue, é diferente do combinado ou veio com defeito e a loja se recusa a trocar. Veja mais algumas dicas:

  1. Utilize um cartão virtual. Muitos bancos e emissoras de cartões de crédito oferecem o recurso de "cartão virtual", em que você recebe um número de cartão específico para compras on-line. O recurso normalmente é habilitado por meio de um aplicativo oferecido pela instituição. O cartão virtual pode ser facilmente cancelado e reemitido sem comprometer o cartão físico – em alguns casos, ele funciona apenas para uma única compra. Seja como for, ele protege você de sites falsos, cobranças abusivas e vazamentos de dados.
  2. Entenda o que é um intermediário de pagamento. Existem serviços em que você pode cadastrar seu cartão de crédito e utilizá-lo em outras lojas. Dessa maneira, você não precisa compartilhar as informações de pagamento com o estabelecimento e ainda pode contar com a proteção desses serviços intermediários. É importante, no entanto, utilizar esses serviços de forma segura: tome cuidado com e-mails falsos e procure ativar a autenticação de duas etapas no serviço de pagamento.
  3. Você pode monitorar compras em seu CPF. O Compre e Confie é um sistema gratuito para você monitorar compras feitas com seu CPF. Caso uma compra seja realizada sem a sua autorização em um dos sites parceiros do movimento, você fica sabendo e pode indicar que não foi você.
  4. Evite boletos. É extremamente difícil de reaver o dinheiro de pagamentos realizados por boleto. Sites falsos se aproveitam disso para oferecer descontos imensos para pagamentos por boleto – mas nunca entregam o produto. Caso decida comprar por boleto, pague o documento com o aplicativo do seu banco no celular, onde você poderá consultar o beneficiário ou fazer o pagamento pela opção de "boletos registrados", que é mais segura. Em geral, você só deve pagar por boleto em lojas confiáveis, com as quais você já tem experiência.