Febre nas redes sociais por envelhecer os rostos dos usuários e criar imagens super realistas utilizando filtros, o aplicativo FaceApp pode ser investigado pelo FBI. Isso porque o senador Chuck Schumer, chefe da minoria democrata no Senado dos EUA, protocolou um pedido para que o departamento de investigações dos Estados Unidos e à FTC, a agência de defesa do consumidor, verifique como o aplicativo russo está utilizando as fotos e informações dos usuários. 

O democrata argumenta que o app representa riscos “à segurança nacional e a privacidade” porque é desenvolvido por uma empresa russa. “A localização da FaceApp na Rússia levanta questões sobre como e quando a empresa fornece acesso aos dados de cidadãos dos EUA a terceiros, incluindo governos estrangeiros”, escreveu o líder da minoria do Senado em seu pedido ao FBI.

Segundo Schumer, a preocupação é maior pois o mundo está na era da tecnologia de reconhecimento facial é é ” essencial” que os usuários tenham informações que seus dados pessoais e biométricos estão seguros. 

Chuck Schumer ?@SenSchumer
 

BIG: Share if you used :

The @FBI & @FTC must look into the national security & privacy risks now

Because millions of Americans have used it

It’s owned by a Russia-based company

And users are required to provide full, irrevocable access to their personal photos & data

Page 1 of Senator Schumer's letter to the FBI and FTC.Page 2 of Senator Schumer's letter to the FBI and FTC.

Compartilhe se você usou #FaceApp : FBI e FTC devem olhar para a segurança nacional e riscos de privacidade agora. Porque milhões de americanos têm usado. É de propriedade de uma empresa sediada na Rússia e os usuários são obrigados a fornecer acesso total e irrevogável às suas fotos e dados pessoais”, disse o político no Twitter, na quarta-feira, ao compartilhar o pedido feito às autoridades.