WHATSAPP 46 8413-4946
Caso de irmãos que foram mortos em Pato Branco e tiveram corpos jogados no alagado em Chopinzinho teve júri na quarta feira
16 de Junho de 2017

Na última quarta feira, dia 14, esteve sentado no banco dos réus do Fórum da Comarca de Pato Branco, o advogado Moisés Albiero, o qual era acusado de duplo homicídio e ocultação de cadáver, onde foram vítimas os irmãos Sandoval Paulirio Nascimento de Lima e Elíade Fernandes de Lima, sendo que os corpos nunca foram encontrados. Após aproximadamente 12h de julgamento, os jurados entenderam que Moises Albiero não foi o autor do duplo homicídio, o qual foi absolvido dessa acusação, porém, foi condenado a uma pena de dois anos em regime aberto pelo crime de ocultação de cadáver.

O crime a que Moises era acusado aconteceu em 4 de outubro de 2016. Após o desaparecimento dos irmãos naquela ocasião, a Polícia Civil recebeu relatos de testemunhas de que eles teriam sido mortos e jogados no rio Iguaçu, na região onde a família do advogado possui uma casa em Chopinzinho. O Corpo de Bombeiros realizou buscas durante dois dias, mas as vítimas não foram localizadas e a procura foi suspensa devido à profundidade do rio. As suspeitas aumentaram em relação ao réu após ter sido apreendida uma camionete, em Chopinzinho, com vestígios de sangue. O réu foi preso em Curitiba, por meio de um mandado de prisão preventiva.

Moises estava preso desde outubro de 2016, mesmo mês que aconteceu o fato. Ele acabou absolvido pela primeira acusação (duplo homicídio) e acabou condenado na segunda, onde foi réu confesso (ocultação de cadáver).

O juiz Eduardo Faoro proferiu a sentença, que estabeleceu dois anos de condenação em regime aberto e 20 dias multas.

(Foto: Beto Rossatti)



Últimas Notícias
Siga nas redes sociais
(46) 3242-1495           radio@radiochopinzinho.com.br
Rua Frei Everaldo, 3835 - Centro - 85560-000 - Chopinzinho - Paraná